Lázaro Barbosa, de 32 anos, suspeito de matar uma família em Ceilândia, no Entorno do Distrito Federal, e fugir para a região de Cocalzinho de Goiás, tem uma extensa ficha criminal. De acordo com informações divulgadas pelas Secretarias de Segurança Pública de Goiás (SSP-GO), Bahia e DF, o homem fugiu três vezes da prisão e é acusado de diversos crimes.

📱 NOTÍCIAS: faça parte do canal do SERGIPE HOJE no WhatsApp.

O secretário de segurança pública de Goiás, Rodney Miranda, informou que o criminoso é “psicopata” e tem facilidade de se esconder por ser mateiro e caçador. Chefe da SSP também disse que o investigado segue um ritual para atacar suas vítimas.

“Ele leva para beira do rio, manda tirar as roupas e uns ele acaba matando”, disse .

Veja a cronologia dos crimes e fugas de Lázaro, segundo a polícia:

  • 2007: Lázaro Barbosa foi preso em Barra dos Mendes, na Bahia, acusado de duplo homicídio. Secretaria de Segurança Pública do Estado diz que ele fugiu cerca de 10 dias após a prisão e é considerado foragido desde então.
  • 2009: Criminoso foi preso no Complexo Penitenciário da Papuda (CPP), em Brasília, por suspeita de roubo, estupro e porte ilegal de arma de fogo.
  • 2013: Laudo psicológico feito no Complexo descreve Lázaro como “psicopata imprevisível”, com comportamento agressivo, impulsivo, instabilidade emocional e falta de controle e equilíbrio.
  • Março de 2014: Prisão de Lázaro é convertida para regime semiaberto;
  • Dois anos depois: Lázaro fugiu da cadeia;
Fotos de Lázaro Barbosa divulgadas pela Polícia Civil — Foto: Montagem G1
  • 2018: Lázaro Barbosa foi preso em Águas Lindas de Goiás, em cumprimento de três mandados de prisão por homicídio qualificado, porte ilegal de arma de fogo, roubo e estupro;
  • 23 de julho de 2018: Lázaro fugiu e estava foragido.
  • Lázaro era procurado por cometer crimes de roubo, estupro e porte ilegal de arma de fogo no DF e em chácaras de Goiás;
  • 8 de abril de 2020: Suspeito foi indiciado pelos crimes de roubo mediante restrição da liberdade das vítimas e emprego de arma branca e por tentativa de latrocínio. Ele invadiu uma chácara em Santo Antônio do Descoberto, em Goiás, e golpeou um idoso com um machado;
Lázaro Barbosa, de 32 anos, durante tentativa de latrocínio em Santo Antônio do Descoberto — Foto: Polícia Civil/Divulgação
  • 26 de abril de 2021: Lázaro invade uma casa no Sol Nascente (DF), quando trancou pai e filho no quarto e levou a mulher para um matagal e a estuprou;
  • 17 de maio de 2021: Segundo a polícia, ele fez uma família refém na mesma região ameaçando as vítimas com faca e arma de fogo. Nesse crime, ele mandou as pessoas ficarem nuas e, das 19h até meia-noite, prendeu os homens no quarto e as mulheres tiveram que cozinhar e servir um jantar para ele;
  • 9 de junho de 2021: Lázaro, conforme polícia, invadiu uma chácara no Incra 9, em Ceilândia (DF), onde teria matado a tiros e a facadas um casal e dois filhos;
  • 9 de junho de 2021: Roubou uma chácara em Ceilândia após o assassinato da família. Ele teria rendido o caseiro, o dono da propriedade e a filha dele;
  • 12 de junho de 2021: Lázaro fugiu para Cocalzinho de Goiás logo em seguida. Ele atirou em quatro pessoas, invadiu fazendas e colocou fogo em uma casa ao fugir da polícia. Os feridos foram levados a hospitais da região e dois estavam em estado grave até a terça-feira (15);
  • 13 de junho de 2021: Furtou um carro e o abandonou na BR-070 dando sequência à fuga para uma mata.
Carro abandonado queimado por Lázaro na BR-070, segundo a polícia — Foto: TV Globo / Reprodução
  • 14 de junho de 2021: Caseiro de Cocalzinho de Goiás disse à polícia que atirou em Lázaro Barbosa após ele falar que ia entrar na casa. Chacareiro relatou que ele fugiu depois de ser atingido.
  • 14 de junho de 2021: Lázaro foi visto no curral de uma fazenda entre os distritos de Edelândia e Girassol, Polícia acredita que ele passou a noite no local e caseiro diz que o homem pediu comida e em seguida fugiu para a mata.
  • 15 de junho de 2021: Dois policiais militares de Goiás foram baleados durante buscas do suspeito. Delegado diz que Lázaro fez casal e adolescente reféns em Edelândia, povoado de Cocalzinho.
Linha do tempo dos crimes cometidos por Lázaro Barbosa de Sousa, deste a chacina no DF — Foto: Reprodução

Por Guilherme Rodrigues e Michel Gomes, G1 GO